segunda-feira, 28 de março de 2011

MIASTENIA NA GRAVIDEZ

Durante a gravidez 30% das pacientes podem piorar da doença, 30% podem melhorar e 30% permanecem inalteradas. A gestação deve ser acompanhada durante toda sua duração e, o tipo de parto avaliado para cada paciente individualmente. A criança pode nascer com fraqueza transitória, a qual dura no máximo 2 semanas com recuperação completa. Esse quadro é chamado de Miastenia Neonatal Transitória. A Miastenia Gravis neonatal é uma desordem transitória, que pode afetar 15% das crianças nascidas de mães com miastenia gravis, e é causada pela passagem transplacentária de anticorpos IgG contra o receptor de acetilcolina. Apenas se a mãe ainda não é diagnosticada o bebe pode vir a morrer pela falta de conhecimento da patologia.

4 comentários:

  1. Regiane eu tbm tenho MIASTENIA GRAVIS eu descobri eu tinha 15 anos e hoje já estou com 25 anos! fui medicada e fiz a timéctomia (retirada do timo) graças a DEUS estou bem! Eu admiro pessoas como vc que segue a vida em frente, pq eu sei dizer oque é miastenia, sofri muito até descobrir a doença! enfim..... é bom saber que não sou sozinha no mundo kkkkkk! bjim!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O jeito é seguir adiante! E usar as coisas a nosso favor, como forma de aprendizado, que bom que passou por aqui e deixou um recadinho, veja tb meu blog de livro. Bj

      Excluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. Aí ki bom saber ki não sou só eu ki passeei por isso,descobri a miastenia com 18 anos fiz cirurgia com 20 hje tenho 24 com a miastenia super controlada .
    Ótimo saber ki posso ter um benzinho muito feliz😍😍

    ResponderExcluir